Breadcrumbs

Home CONTOS ERÓTICOS Aventura erótica Meu patrão me comprou

Striptease ao vivo

Publicidade2

Sexo online


Meu patrão me comprou PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 
Contos eróticos - Aventura erótica
Escrito por stripervirtual   
Dom, 29 de Agosto de 2010 10:49

 

Meu patrão me comprou

sou casada, tenho dois filhos, trabalho como em em empregada domestica para um senhor, este é meu primeiro conto erótico, na verdade procuro nem ficar lembrando, vou explicar o porque, sou uma morena, bumbum empinado, 26 anos, me considero bastante atraente, isso porque quando saiu, percebo que os homens costumam me notar na mutidão e muitos até mexem comigo, como disse no inicio trabalho em uma casa sou doméstica, meu patrão é um senhor de 65 anos, ele mora sozinho pois sua esposa faleceu e ele não possui filhos, como ele mora sozinho, meu marido morre de ciumes quando vou trabalhar porém como esta desempregado, não tenho outra saida, tudo ia bem em casa e no serviço, porém um dia ao voltar do trabalho meu marido havia me informado que meu filho mais novo estava com febre e dizia sentir dores estomacais, foi quando decidimos levar ele ao hospital, pegamos o ônibus e lá chegamos passamos em consulta médica, o medico muito atencioso nos informou que meu filho se encontrava com uma espécie de doença rara, que havia cura porém o tratamento não era pago pelo SUS, ele disse que meu filho não correria risco de morte, porém a infecção poderia deixar sequelas irreparaveis, disse também que ele conhecia um clinico amigo, que poderia fazer o tratamento pela metade do preço, ao chegar na nossa residência pegamos o telefone e  ligamos para o suposto médico, para nossa surpressa e desespero mesmo sendo pago somente metade o valor do tratamento era muito superior a nossa realidade, tinhamos que vender nossa casa se quizesse  pagar o tratamento, fiquei desesperada, naquela noite nem durmir, pior ainda ter que trabalhar após passar uma noite em claro

logo pela manhã, levantei cedo além de costume e fui trabalhar, lá chegando logo que entrei o meu patrão, me perguntou oque havia acontecido pois estava com uma cara de acabada, eu expliquei o ocorrido, disse que me encontrava em uma situação dificil, expliqeui tudo desde a doença do meu filho até vender a nossa casa, ele ouviu meu problema entrou no quarto, logo em seguida voltou com uma maleta preta, e pediu para que eu senta-se pois queria conversar comigo, sentei ao seu lado, e ele começou a contar fatos sobre sua vida, disse que estava sozinho naquela casa a mais de 10 anos, disse que desde que sua esposa havia falecido, nunca mais tinha uma mulher, disse também que desde o primeiro dia que comecei trabalhar na casa dele ele sentia muito tesão por mim e que já havia se masturbado por diversas vezes, imaginando  transar comigo, ouvindo aquele absurdo me levantei, ele agarrou nos meus braços e me entregou a maleta, e pediu para eu abrir, quando abri vi que ela estava cheio de dinheiro, ele me disse que sempre economizou, que ali tinha dinheiro mais que suficiente para eu arrumar minha vida, e que se eu dormisse com ele uma noite a maleta com o dinheiro seria minha, e meus problemas estariam resolvidos, eu fechei a maleta entreguei pra ele e disse que eu não precisava do seu dinheiro, dizendo isso me levantei e sai e lá e fui pra minha casa, meu marido estranhou eu voltar pra casa logo cedo, porém eu disse que não me encontrava passando bem por esse motivo fui dispensada, fiqui por uns tempos olhando meu filho, e as lagrimas rolavam na minha face, foi quando percebi que com um simples ato poderia terminar meu sofrimento, assim que meu marido saiu de casa, peguei o telefone e liguei para meu patrão, falei que havia mudado de ideia e aceitava sua proposta, ele deu uma risada e falou que agora a proposta havia mudado e que agora queria dois dias   e que a cada dia exigiria algo a mais de mim, achei sacanagem da parte dele mas resolvi aceitar, ele falou que era pra eu chegar na manhã com uma calcinha fio dental rosa, pois ele adorava essa cor, e queria me fuder com essa calcinha, eu falei que pela manhã então estaria lá, de novo outra noite passei sem dormir, ficava observando meu marido e pensava oque ele faria se descobri-se minha atitude, ao amanhecer, coloquei a calcinha rosa e fui para o serviço, ao chegar percebi que o Sr. estava tomando banho, quando ele percebeu que eu havia chegado gritou... Putinha vem até aqui quero te mostrar uma coisa, eu meio assustada abri a porta e lá se encontrava meu patrão pelado no chuveiro, não pude deixar de notar que seu cacete era muito grande, para ter uma ideia dava mais de dois do meu marido, ele perguntou que se eu havia gostado, e mandou eu me aproximar, chegando perto dele ele me puxou pelo braço me colocando ao seu lado em baixo do chuveiro, em seguida me beijou, foi lambendo meu pescoço, levantou minha camisa e começou a mamar meus peitinhos, comecei a sentir um tremendo tesão minhas pernas ficaram mole, foi quando ele me juntou ao seu corpo e eu senti seu caralho  encostando em minha barriga, ele estava muito rigido, não resisti e segurei aquele membro com força, ele segurou minha cabeça viu que eu tava excitada e a conduziu até seu pênis, nossa era enorme, mal cabia na minha boca, nunca havia imaginado que aquele senhor tinha o pinto tão gostoso, eu chupava e ele forçava minha cabeça fazendo eu engolir sua piroca, até me engasgava, juro que eu não pensava mais na minha familia só queria mesmo era sentir aquela pirocona na minha bucetinha, pois nunca havia visto uma rola tão grande e grossa, eu já estava ficando louca de tesão e pedi para ele me fuder, pois queria sentir ele dentro de mim, ele pediu para eu ficar de quatro e começou a introduzir sua picona na minha bucetinha, a cada centimetro que me penetrava eu podia sentir a minha xoxotinha se abrindo, chegava a doer mas eu queria mais e ele foi penetrando devagarinho, até que senti suas bolas batendo naa minhas coxas, enfim consegui engolir toda aquela pirocona, foi quando ele retirou com força e colocou com tudo novamente, e assim foi aumentando o ritmo, minha bucetinha latejava, e ele foi socando, muito gostoso, era uma sensação maravilhosa, eu enfim senti uma rola me preenchendo toda, não sobrava nenhum espaço dentro de mim, aquele mastro fazia eu delirar, momento que senti que ele me agarrou forte pela cintura , aumentou mais ainda a velocidade da metida até que ele gozou senti fortes jatos de porra bem quente dentro da minha vagina, ao sentir as estocadas e aquele esperma dentro de mim empurrei meu corpo para traz pra engolir até o talo aquele caralhão e gozei gostoso naquele mastro, ele me empurrou me chamou de safada e disse que era pra eu ir embora pois amanha ele iria querer mais, lavei minha bucetinha e sai, fui para minha residência, chegando em casa  cedo novamente disse para meu marido que havia faltado no serviço e que havia ido ao banco pedir um emprestimo que havia conseguido porém só receberia na proxima semana, e que o valor da parcela seria bem baixo, ele acreditou e ficou muito feliz, me abraçou forte e me agradeceu.

 

No dia seguinte cheguei no serviço e meu patrão me mandou  ir direto pro quarto, e deitar na cama obedeci eu já parecia uma puta, fiquei toda molhada só de pensar naquela pica gigantesca dentro de mim, não demorou muito e ele entrou no quarto deitou na cama ao meu lado e pediu para que eu tira-se as nossas roupas e subir em cima dele, obediente fiz oque ele havia pedido, tirei as roupas  subi em cima dele , foi quando ele pegou sua rola e penetrou na minha xoxota, ele percebeu que eu estava com tesão e falou baixinho no meu ouvido...Nunca havia sentido uma pica desse tamanho né vadia, se gostou dela na sua buceta imagina ela toda dentro do seu cuzinho, dizendo isso começou a socar na minha bucetinha, eu comecei a cavagar rebolando naquele cacete quando eu estava quase gozando, ele se levantou me colocou de quatro e colocou a cabecinha do pau na portinha do meu cu, eu nunca havia dado meu cuzinho antes falei para ele colocar na buceta mesmo pois eu era virgem no rabinho, ele falou que agora que iria querer mesmo ele adora cu virgem e que o corno do meu marido iria pegar só a baba, e que era para eu aguentar sim pois eu seria recompensada pelo serviço prestado pois ele me pagava e não era pouco, dizendo isso ele pegou um pode de lubrificando passou na mão e colocou um dedo no meu cu, nosssa....doeu muito.....não vou aguentar...por favor me poupe desse sofrimento, ele nem ligou para meus apelos, catou sua vara e começou a penetrar meu cuzinho apertadinho, pior que doia muito, a rola me rasgava, senti que na minha perna algo escorria, olhei e era sangue, aquele sr estava me fudendo toda, eu gritava de dor, ele tampou minha boca e disse que se eu não coopera-se iria deixar de me pagar, como eu precisava do dinheiro, fiquei quieta e deixei ele me comer, saia até lagrimas do meu olho, ele me falou que o lubrificante tinha um anestésico que logo a dor iria passar, ele mentiu, doeu muito e não passava a dor, vendo meu sofrimento ele não demorou e gozou dentro do meu cú, eu fui até o banheiro tomar banho quase não conseguia caminhar, meu cuzinho cheio de porra sangrava, coloquei um modes no rabo e fui embora, chorei muito de dor. ao sair o Sr. me chamou e me entregou a maleta com o dinheiro, fui para casa fudida mas com o dever cumprido, na outra semana levei meu filho ao médico especialista e ele fez o tratamento, ainda bem deu tudo certo, depois disso ainda dei minha bucetinha para meu patrão, pois adorei a experiência vivida com ele,  meu cuzinho nunca mais dei, pois o safado rasgou todas minhas pregas. Meu marido nunca desconfiou de nada, pois abri uma poupança escondida e todo mês deposito o dinheiro para ele pensa que é o emprestimo.

 

Comentários (5)
  • RAIMUNDO CALCADA  - TRAIDORA SANGRENTA
    Eta, mulher de cu doente e sangrento? Uma vadia traidora. Mas, esse negócio do pênis do patrão ser duas vezes maior do que o do marido. kkk
  • morena
    ttem mita mentira nessa história tooda :pirate:
  • Justtin
    Hum Gosteii de mais dessas delicinhas desse sati..
  • Gabriele  - striper virtual obidiente vc manda eu faço
    Striper virtual , sem necessidade de você possuir uma webcam. Porém, se a tiver, e a quiser usar, interagindo comigo, adorarei te ver excitado, enquanto você me vê molhadinha.
    ME EXIBO NO ADULT O LINK -( *******adultcybersex.tk )–
    Apelido blondcybersex69
    Faço shows pagos, ao vivo pra você, na hora que melhor lhe convier. Você paga assinatura no site e pode me ver no melhor horário pra vc. Venha. Vamos passar ótimos momentos juntos.
    Amostra gratis
    ***********youtube****/watch?feature=player_embedded&v=v8rg7X06URU
  • Gabriele
    Striper virtual , sem necessidade de você possuir uma webcam. Porém, se a tiver, e a quiser usar, interagindo comigo, adorarei te ver excitado, enquanto você me vê molhadinha.
    ME EXIBO NO ADULT O LINK -( *******adultcybersex.tk )–
    Apelido blondcybersex69
    Faço shows pagos, ao vivo pra você, na hora que melhor lhe convier. Você paga assinatura no site e pode me ver no melhor horário pra vc. Venha. Vamos passar ótimos momentos juntos.
    Amostra gratis
    ***********youtube****/watch?feature=player_embedded&v=v8rg7X06URU
Comentar
Os seus detals:
Comentário:
[b] [i] [u] [url] [quote] [code] [img]   
:D:angry::angry-red::evil::idea::love::x:no-comments::ooo::pirate::?::(
:sleep::););)):0
Security
Por favor introduza o código anti correio não solicitado da imagem.
Última atualização em Dom, 29 de Agosto de 2010 10:58
 

Punheteiros Online

Nós temos 610 visitantes online

Gata na webcam

No images

Coletânea

 

Pesquisar

Publicidade4

Publicidade 3




(© 2010)